Adjalbas Pereira, Professor
  • Professor

Adjalbas Pereira

Salvador (BA)
0seguidor37seguindo
Entrar em contato

Comentários

(5)
Adjalbas Pereira, Professor
Adjalbas Pereira
Comentário · há 5 anos
A intervenção é absolutamente legal,vez que o Art ,no seu parágrafo único,diz que:"Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição".Entenderam? O texto é claro,ele diz DIRETAMENTE.Não estando o povo satisfeito com os serviços prestados pelos servidores públicos por ele eleitos,havendo a constatação de que há um interesse nefasto dos três poderes em se perpetuarem, e que estes formam o mesmo grupo (pra não dizer ainda quadrilha) que rouba e julga,não nos resta outra alternativa.Como poderíamos atender ao que diz o trecho do Art. 142."sob a autoridade suprema do Presidente da República, e destinam-se à defesa da Pátria, à garantia dos poderes constitucionais e, por iniciativa de qualquer destes, da lei e da ordem",quando estas mesmas pessoas sangram a nação e nos tomam bilhões e bilhões para suas próprias contas.Quando se fala que as FFAA destinam-se à defesa da pátria,e temos o absurdo (mais um) da incitação de um estadista (lula) para que o exército de Stedilli,formado pelo MST,supostos médicos cubanos e mais 50 mil haitianos vá às ruas combater os opositores,é fácil entender o que é uma intervenção militar constitucional.E é óbvio que as ordens para que as FFAA defendam o Brasil destes milicianos, jamais partirão da presidente Dilma,que é parte deste citado grupo.E aí fechamos:o poder emanará do povo de forma DIRETA,acionando as Forças Armadas para intervirem.
Adjalbas Pereira, Professor
Adjalbas Pereira
Comentário · há 5 anos
A intervenção é absolutamente legal,vez que o Art ,no seu parágrafo único,diz que:"Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição".Entenderam? O texto diz é claro,ele DIRETAMENTE.Não estando o povo satisfeito com os serviços prestados pelos servidores públicos por ele eleitos,havendo a constatação de que há um interesse nefasto dos três poderes em se perpetuarem, e que estes formam o mesmo grupo (pra não dizer ainda quadrilha) que rouba e julga,não nos resta outra alternativa.Como poderíamos atender ao que diz o trecho do Art. 142."sob a autoridade suprema do Presidente da República, e destinam-se à defesa da Pátria, à garantia dos poderes constitucionais e, por iniciativa de qualquer destes, da lei e da ordem".Quando se fala que as FFAA destinam-se à defesa da pátria,e temos a incitação de um estadista (lula) para que o exército de Stedilli,formado pelo MST,supostos médicos cubanos e mais 50 mil haitianos vá às ruas combater os opositores,é fácil entender o que é uma intervenção militar constitucional.E é óbvio que as ordens para que as FFAA defendam o Brasil destes milicianos, jamais partirá da presidente Dilma,que é parte deste citado grupo.E aí fechamos:o poder emanará do povo de forma DIRETA,acionando as Forças Armadas para intervirem.

Perfis que segue

(37)
Carregando

Seguidores

Carregando

Tópicos de interesse

(17)
Carregando
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres

Outros perfis como Adjalbas

Carregando

Adjalbas Pereira

Entrar em contato